Outubro Rosa e Novembro Azul fazem parte do calendário de campanhas de conscientização. São os dois movimentos mais conhecidos, só que além deles, há muitos outros espalhados pelo ano. E os profissionais de Recursos Humanos podem desenvolver atividades para orientar e engajar os colaboradores, valorizando sua saúde e bem-estar.

Gestores devem ter em mente que profissionais rendem mais quando estão sem problemas de saúde, com a cabeça no lugar e motivados. Por isso, promover campanhas durante o ano, indicando formas de prevenção contra doenças e estimulando cuidados é uma boa ideia.

As pessoas passam boa parte do dia no ambiente de trabalho. O que é passado e aprendido ali pode ser replicado em suas famílias, fazendo com que mais gente seja beneficiada com práticas e técnicas capazes de salvar vidas. Confira a seguir como montar o calendário na sua empresa.

Quais são as principais campanhas de conscientização?

A década de 2010 trouxe várias novidades em relação ao tratamento de doenças e diagnósticos. Junto disso, surgiram várias campanhas de conscientização, que costumam ser lembradas pelos veículos de imprensa nos meses específicos. Entre elas, estão:

  • Janeiro Branco;
  • Fevereiro Roxo;
  • Março Azul-Marinho;
  • Abril Verde e Azul;
  • Maio Amarelo;
  • Junho Vermelho e Laranja;
  • Julho Amarelo;
  • Agosto Dourado;
  • Setembro Amarelo;
  • Outubro Rosa;
  • Novembro Azul;
  • Dezembro Laranja.

O RH precisa estruturar as campanhas de forma assertiva, para que todos entendam quais são os verdadeiros riscos e cuidados importantes. Assim, os profissionais devem compreender a necessidade de cuidar da saúde, potencializando também o seu rendimento no serviço. Confira mais sobre cada campanha a seguir.

Janeiro Branco

A saúde mental nem sempre é lembrada, tanto por gestores quanto pelos próprios colaboradores individuais. O Janeiro Branco envolve ações focadas na mente das pessoas, e pode ser explorado nas empresas, visando melhorar o bem-estar dos funcionários. E claro, o RH tem papel fundamental nessa história.

A campanha de conscientização serve para mostrar quais são as consequências de questões como ansiedade, estresse e depressão na vida das pessoas. Esses transtornos podem contribuir para uma queda na produtividade, já que as pessoas rendem menos quando não se sentem bem.

Os gestores podem adotar algumas ações, visando melhorar a saúde mental dos trabalhadores, como introduzir pausas no expediente para evitar a sobrecarga de trabalho. Além disso, estimular hábitos saudáveis, prática de atividades físicas e técnicas de relaxamento são boas ideias para o Janeiro Branco.

Saiba como cuidar da saúde mental, acesse o guia

Fevereiro Roxo

O Fevereiro Roxo é um mês destinado a campanhas de alerta contra três doenças: Mal de Alzheimer, Lúpus e Fibromialgia. Em comum, elas possuem origens incertas e atrapalham a qualidade de vida das pessoas. Além disso, ainda não foram desenvolvidas curas definitivas para essas doenças.

Quando as empresas se empenham nesta campanha, ajudam na conscientização e no diagnóstico precoce, permitindo que os colaboradores estejam conscientes de que no futuro podem conviver com essas doenças. Ter conhecimento sobre as enfermidades, permite que os profissionais lidem melhor com elas, caso exista alguém acometido na família ou mesmo eles próprios.

Uma das melhores ideias é estimular os exames preventivos e mostrar que é possível conviver com essas doenças, embora atrapalhem a qualidade de vida. Espalhar cartazes pelo ambiente de trabalho, enviar e-mails e mensagens pelo WhatsApp orientando sobre o tema são boas práticas.

Março Azul-Marinho

O Março Azul-Marinho é uma campanha de conscientização relacionada ao câncer de colorretal, um dos mais típicos do mundo. Esse tumor é desenvolvido no intestino grosso, sendo que o seu aparecimento pode ser evitado com algumas mudanças na rotina. Então, o RH pode fazer a sua parte, trazendo ações para dentro das empresas neste mês.

O câncer colorretal atinge homens e mulheres, e divulgar os sintomas é uma medida interessante. Provavelmente poucos trabalhadores da sua empresa sabem quais são. Aliás, eles podem ser confundidos com os de outras enfermidades, já que são comuns, como desconforto abdominal, sensação de intestino vazio e fraqueza.

Outra dica é proporcionar uma semana de ginástica laboral, mostrando como a prática regular de exercícios físicos ajuda a evitar o surgimento dessa doença. Como o exame é feito por toque retal, é preciso ainda derrubar o preconceito masculino. Aproveite o mês de março para essas atividades!

Abril Verde e Azul

Nesse mês, duas condições são apresentadas em possíveis campanhas. A primeira delas é o Transtorno do Espectro Autista (TEA), com o Abril Azul. É uma condição que pode ser percebida nos primeiros meses de vida e vale lembrar que quando essas pessoas chegam no mercado de trabalho, podem ocupar as vagas oferecidas pela Lei de Cotas para Deficientes.

E o Abril Verde envolve segurança e saúde dos colaboradores. Essa é uma campanha de conscientização que precisa ter um trabalho firme do RH, para que sejam percebidos detalhes no comportamento dos profissionais, capazes de causar acidentes de trabalho.

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) tem um papel importante na organização dessa campanha de conscientização. O objetivo geral é incentivar o uso dos equipamentos de proteção, reforçar a necessidade dos treinamentos e mostrar os riscos a que os colaboradores estão sujeitos quando não seguem as regras.

Por mais que pareça clichê, a criação de um slogan para a campanha do Abril Verde pode fazer a diferença. Isso ajudará os colaboradores a entenderem a importância do cuidado individual e coletivo, evitando acidentes. Enfim, a prevenção é fundamental e você deve fazer a sua parte!

Maio Amarelo

O Setembro Amarelo é conhecido, mas você sabia que também existe o Maio Amarelo? São campanhas distintas, cada uma com um foco. Neste caso, a ideia é promover a segurança no trânsito, aspecto que afeta a sociedade de maneira geral. Aliás, certamente muitos dos colaboradores de sua empresa vão até o serviço dirigindo o próprio carro.

Todos os motoristas precisam ser estimulados a ter uma conduta mais segura no trânsito, respeitando os pedestres e os ciclistas. No caso das empresas que possuem entregadores e profissionais externos, que atuam fora das sedes, como os vendedores, esse cuidado deve ser ainda maior.

A cada 7 minutos, uma pessoa foi vítima de acidente de trânsito no Brasil em 2020, sendo que em 90% dos casos a imprudência dos condutores foi a responsável. Esses acidentes, além de causarem milhares de mortes todos os anos, geram mais de 140 mil inválidos por ano. São pessoas que ficam inaptas para o mercado de trabalho.

Mostrar números relacionados ao trânsito é uma das formas de conscientizar as pessoas. Muitos tendem a pensar que tal coisa não acontecerá com eles e por isso não se cuidam. É uma triste ilusão e as campanhas de conscientização podem ajudar a transformar esse pensamento.

Junho Vermelho e Laranja

O Junho Vermelho é relacionado à doação de sangue, e o Junho Laranja representa a luta contra anemia e leucemia. Portanto, são campanhas de conscientização que podem ser trabalhadas em sua empresa de diferentes formas. De fato, não estão entre as mais conhecidas e são pouco lembradas pela imprensa.

No entanto, o RH pode promover iniciativas para aumentar a doação de sangue, já que um doador é capaz de beneficiar até quatro pessoas. Diferente de outras ações apresentadas neste artigo, essa não tem ligação direta com o bem-estar da pessoa. Entretanto, o ato de doar sangue nos torna mais humanos e pode, sim, contribuir com a pessoa que pratica a ação.

A anemia é uma condição até certo ponto fácil de resolver, estando relacionada com uma boa alimentação. Já a leucemia é uma doença que pode ser fatal, e as empresas também podem estimular a doação de medula óssea, embora este procedimento seja mais complexo do que a doação de sangue.

A empresa pode preparar kits que expliquem os sintomas da leucemia, já que essa doença pode afetar qualquer pessoa. Muitas vezes podemos não nos dar conta do que está acontecendo com o nosso corpo. Sendo assim, o RH deve fazer o seu papel e preparar essa conscientização.

Julho Amarelo

Julho Amarelo é a campanha destinada à prevenção da hepatite. O objetivo é informar as pessoas sobre o surgimento, prevenção e tratamento da doença. As empresas podem fazer a sua parte, participando e criando ações para engajar os colaboradores.

Uma das dicas é decorar o ambiente com amarelo, mas é preciso deixar claro que não tem relação com os outros meses que possuem essa mesma cor como símbolo. Além disso, tente passar o máximo de informações sobre a doença aos colaboradores, para que eles entendam os perigos que ela traz e a importância dos cuidados.

Aliás, é importante que a empresa dê o exemplo, mantendo o ambiente de trabalho limpo e organizado, e oferecendo sabão para higienização das mãos. Do contrário, a campanha perderá potência de efeito, porque não adianta estimular os cuidados para evitar uma doença que pode surgir pela falta de higiene e não seguir este procedimento.

Informe os profissionais sobre os cuidados que devem ser praticados para evitar essa doença. Além disso, os sintomas também precisam ser divulgados, para que eles procurem o médico rapidamente ao perceberem algo que combine com a hepatite. Enfim, são ações que o RH pode organizar ao longo de julho.

Agosto Dourado

O Agosto Dourado é voltado para a campanha de amamentação. Em suma, a licença maternidade garante 120 dias longe do serviço após o nascimento das crianças, e 180 no caso das trabalhadoras de negócios que fazem parte do Programa Empresa Cidadã. Assim, podem dedicar o tempo aos seus filhos recém-nascidos.

A Reforma Trabalhista determina a chamada licença-amamentação, que precisa ser respeitada pelas empresas. Conforme a legislação, as mães que trabalham e amamentam podem pausar suas atividades no serviço duas vezes ao dia, para o aleitamento. O período é de 30 minutos em cada um deles.

Essa é uma questão passível de negociação: as empresas podem prolongar a licença-maternidade por mais 15 dias, em troca das pausas para amamentação. Ou então podem oferecer 1 hora a menos de jornada diária, para que elas trabalhem direto, sem essa paralisação.

Enfim, o Agosto Dourado é uma das campanhas de conscientização que acontecem ao longo do ano e talvez você não conheça. Então, consiste em ações para mostrar como o leite materno é importante para a saúde do bebê, desde seus primeiros meses até ficar adulto.

VEJA TAMBÉM: Tudo sobre a licença maternidade

Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo é destinado a prevenção do suicídio. As ações podem ser semelhantes às adotadas no Janeiro Branco, já que são duas campanhas de conscientização focadas na saúde mental das pessoas. Aliás, isso influencia diretamente no bem-estar e no rendimento dos colaboradores.

Ao longo do mês, o ideal é apostar em palestras com pessoas especializadas no assunto. O suicídio é um tema extremamente delicado, a mídia, por exemplo, não costuma divulgar os casos para evitar que sirvam de incentivo para outras pessoas. Então, nesse bate-papo, a saúde mental deve ser tratada de uma forma natural, permitindo ainda que os participantes possam solucionar suas dúvidas.

Os gestores possuem um papel de destaque, bem como o RH. Eles precisam ficar atentos aos colaboradores, avaliando o desempenho de cada um. Assim, é possível identificar mudanças comportamentais, desinteresse e outras atitudes que podem ter ligação com depressão. O diálogo é uma das melhores ferramentas para entender cada caso.

Outubro Rosa

O Outubro Rosa é uma campanha de conscientização contra o câncer de mama, um dos mais frequentes nas mulheres. Conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2020 surgiram cerca de 2,3 milhões de novos casos no mundo, o que significa 24,5% do total de casos da doença nas mulheres. Além disso, gera mais de 680 mil mortes por ano no planeta.

As empresas têm um papel importante na luta para evitar o aparecimento e facilitar o diagnóstico precoce, o que aumenta as chances de cura. Gestores e RH podem promover ações para estimular o cuidado feminino, quem sabe com palestras sobre o assunto. A ideia é fomentar a discussão, para que elas possam tirar suas dúvidas sobre o tema.

Vale ainda decorar a empresa para engajar os colaboradores nesta campanha, utilizando elementos na cor rosa. O RH pode confeccionar cartões e banners com os sintomas do câncer de mama, para que todas fiquem atentas se eles surgirem. Além disso, divulgue cuidados que podem ser tomados para prevenir essa doença.

O Outubro Rosa nas empresas pode servir para unir as mulheres, estimulando a realização do autoexame. Aliás, o ideal é que ele seja realizado todos os meses, de preferência sempre no mesmo dia, para que a mulher possa sentir se há algo diferente em seu peito.

28 ações para promover a Outubro Rosa na sua empresa, acesse o guia

Novembro Azul

O Novembro Azul é referente à prevenção e diagnóstico do câncer de próstata. O Inca estima que em 2020 tenham surgido 65,8 mil novos casos entre os homens brasileiros. Além disso, essa doença representa 29,2% do total de tumores no sexo masculino. O Atlas de Mortalidade por Câncer indicou que em 2019 morreram 15.983 homens vítimas desse tumor.

Essa é uma das campanhas de conscientização mais importantes nas empresas, já que ainda há muito preconceito entre os homens. Historicamente, eles costumam ir menos ao médico do que as mulheres, sendo esse mais um fator preocupante. Assim, existe uma falta de informação, prejudicando a saúde de quem tem a doença e não sabe.

Em primeiro lugar, o papel da empresa é mostrar os perigos que essa doença traz para os homens. Então, conscientizar sobre o problema é importante, fazendo com que eles procurem um médico, principalmente aqueles que já passaram dos 40 anos. Usar laços, camisetas e panfletos é uma forma de divulgar o Novembro Azul.

22 ações para promover o novembro azul na sua empresa, acesse o guia

Dezembro Laranja

O Dezembro Laranja é uma campanha de conscientização que ganhou força nos últimos anos e representa a luta contra o câncer de pele. O Inca indica que o câncer não melanoma atinge mais de 160 mil pessoas no Brasil todos os anos. Isso representa 82,53 casos a cada 100 mil homens e 75,84 a cada 100 mil mulheres.

As empresas podem aproveitar a chegada do calor e do verão para mostrar aos trabalhadores os riscos que a pele sofre, não somente nesta época do ano. Em suma, o câncer de pele é o mais comum dos tumores no mundo inteiro, atingindo homens e mulheres. Mas, como não possui sintomas claros, é mais difícil de ser identificado.

A campanha deve estimular o uso de protetor solar, além de orientar em relação ao tempo de exposição ao sol. No caso daquelas que possuem colaboradores atuando em ambientes externos, deve-se recomendar também o uso de bonés e chapéus.

O RH deve apostar nas campanhas de conscientização

Você percebeu que existe todo um calendário, que pode ser preenchido com eventos ao longo do ano, certo? Então faça a sua parte e organize a sua empresa. Estimule os trabalhadores a cuidarem de sua saúde, porque isso além de ser uma atitude humanitária, melhora o engajamento e a produtividade.

O bem-estar dos colaboradores precisa ser pensado e vai além do ambiente de trabalho. Quando o profissional está com algum problema de saúde, pode começar a faltar sem justificativas, perder o interesse pelo serviço e até prejudicar o ambiente de trabalho. E isso fica ainda pior no caso de doenças mais sérias.

O RH precisa focar nas pessoas, investindo tempo no desenvolvimento do capital humano e apostando no que realmente interessa. Enfim, uma empresa que pensa em seus colaboradores desenvolve boas campanhas de conscientização. Isso ajuda a mostrar a preocupação que existe e que vai além dos lucros.