Indicadores de RH são dados capturados no dia a dia das empresas e que auxiliam os gestores na tomada de decisões. Por meio deles é possível pensar em melhorias, desenvolvimento de políticas e evitar erros. Em resumo, esses indicadores auxiliam a área de Recursos Humanos, que passa a ter uma visão mais estratégica.

Monitorar os indicadores de RH é importante porque dá às empresas a chance de agir rapidamente. Uma taxa de rotatividade crescente dos vendedores de um comércio, por exemplo, sugere que as condições de trabalho não são atrativas a ponto de mantê-los interessados no longo prazo. E, muitas vezes, isso pode estar associado a práticas ineficazes de gestão.

Você pode achar que é fácil perceber uma tendência como essa a olho nu. Mas a situação fica evidente mais cedo se o gestor de RH colocar as admissões e desligamentos no papel – ou na planilha. Quem se antecipa pode resolver a questão antes que ela se torne um problema.

Outros indicadores ajudam a evitar que as empresas se exponham a riscos trabalhistas. É o caso, por exemplo, de métricas relacionadas à jornada de trabalho. Se o volume de horas extras aumenta repentinamente, aí está um ponto de atenção. Talvez seja preciso reavaliar a quantidade de colaboradores da empresa, considerando a demanda de atendimento.

Enfim, monitorar a gestão de pessoas deve ser uma das tarefas do RH, permitindo identificar todos os possíveis gargalos. Confira a seguir todos os detalhes deste assunto.

O que são indicadores de RH?

Também chamados de KPIs (Key Performance Indicators), os indicadores de RH compõem uma ferramenta essencial aos departamentos de gestão de pessoas que têm função estratégica. Conhecidas como RH 4.0, essas equipes têm o objetivo de ajudar as empresas a ganhar eficiência e produtividade, a partir do desenvolvimento das habilidades dos colaboradores.

As tarefas, portanto, são bem menos burocráticas no dia a dia. Atividades manuais, como o fechamento da folha de pagamento, por exemplo, devem ser substituídas por softwares capazes de automatizar os processos. Então, sobra mais tempo para que os profissionais de Recursos Humanos atuem de forma estratégica.

Em suma, os indicadores de RH consistem em métricas que servem para avaliar o desempenho dos profissionais da área durante determinado tempo. É importante ter atenção, já que são considerados indicadores de performance somente os usados nas decisões estratégicas do negócio e que ajudam a empresa a atingir metas.

O RH deixou de ter um papel burocrático nas empresas e passou a pensar no futuro dos negócios, buscando soluções para as dificuldades encontradas. Mas, é importante avaliar essas medidas, evitando desperdícios. Desse modo, entra em cena o tema deste artigo, trazendo resultados sobre o que é praticado.

Para que servem os indicadores de RH?

Os indicadores de RH servem para mostrar o que está dando certo e o que pode ser melhorado em uma empresa. Desse modo, gestores e Recursos Humanos possuem dados concretos em mãos, que são essenciais para identificar o que está acontecendo na organização. Assim, é possível justificar investimentos e cortes em determinadas áreas.

Os KPIs não dão respostas prontas. Na verdade, eles existem para dar visibilidade aos fatos e servem de subsídio para as equipes de RH. Aliás, é papel dos gestores estudar cada situação, procurando identificar as causas e propor ações para reforçar boas práticas e superar problemas.

E quais indicadores de RH é preciso acompanhar? O número de métricas existentes é imenso, mas olhar para todos ao mesmo tempo é contraproducente. Para ajudar você nessa tarefa, a Ahgora preparou uma planilha de indicadores de RH essenciais para qualquer departamento de gestão de pessoas, e ela está disponível para download. Não perca!.

A planilha inclui dados básicos que você deve preencher. Um exemplo são os gastos com a folha de pagamentos, afinal, esses valores variam de um negócio para outro. Com ela, fica fácil perceber quais áreas da empresa consomem mais ou menos com pagamento de salários.

Além disso, a planilha tem uma área para registro do número de contratações e desligamentos. Esse acompanhamento permite identificar a taxa de rotatividade da empresa, por exemplo. Em resumo, o gasto com novos colaboradores é elevado, ainda mais quando eles precisam de treinamento. Você também pode fazer o download clicando no banner logo abaixo!

Quais são os principais indicadores que o RH deve acompanhar?

Existem diversos indicadores de RH que devem ser avaliados durante a gestão de pessoas. Entre eles, os principais são:

  • Absenteísmo: é a taxa de faltas dos colaboradores, precisa ser o mais baixa possível;
  • Avaliação de aprendizagem: pode ser feito por meio de formulários e serve para identificar a eficácia dos treinamentos;
  • Clima organizacional: representa a relação dos profissionais com a empresa. É importante que todos “se sintam em casa”;
  • Custo per capta de benefícios: vai além do salário, oferecer plano de saúde, por exemplo, pode ajudar a atrair e reter profissionais talentosos;
  • Custos de rotatividade: nem sempre a troca de funcionários é positiva. Esse índice ajuda a avaliar essa situação;
  • Folha de pagamento: é excelente para avaliar os gastos da empresa com os colaboradores;
  • Investimento em treinamentos: serve para qualificar os profissionais, mas é preciso que sejam feitos investimentos corretos;
  • Produtividade: está diretamente ligada ao sucesso da empresa, é importante que todos deem o seu máximo;
  • Relação entre horas extras e horas trabalhadas: nem sempre as horas adicionais são positivas e um sistema de ponto eletrônico pode ajudar nessa avaliação;
  • ROI: é o lucro entre o investimento e o retorno que aquilo pode trazer;
  • Tempo médio na empresa: está ligado a taxa de rotatividade e atratividade da vaga ofertada;
  • Turnover: média de entradas e saídas de profissionais ao longo de um período determinado. Se estiver elevado, é preocupante.

Existem ainda alguns outros, mas conhecendo estes citados já é possível melhorar a sua gestão de pessoas. As empresas precisam investir em funcionários qualificados, sendo que os treinamentos retornam em lucros para o negócio. Além disso, o bem-estar deles também precisa ser considerado, e esse tipo de avaliação ajuda com isso.

Bônus: use os indicadores para calcular o ROI da área

Assim como as áreas de desenvolvimento de produtos ou de vendas, as equipes de RH são cada vez mais cobradas pelo retorno dos investimentos que realizam. Experimente sugerir um novo treinamento aos colaboradores. Certamente uma das perguntas feitas pelo financeiro antes de liberar a verba será “que resultado ele traz?”.

O indicador de RH que responde a essa pergunta é o ROI. Essa taxa representa o percentual de lucro obtido em função de um investimento. Pense no caso do novo treinamento: se ele tem um ROI de 150%, significa que o potencial de ganho para a empresa ao oferecê-lo é de uma vez e meia o seu custo.

A planilha de indicadores de RH ajuda você a calcular o ROI de atividades voltadas à gestão de pessoas. É possível cruzar os números dos investimentos realizados com métricas já contabilizadas na planilha. Com isso, será mais fácil identificar o impacto das ações sobre indicadores como a taxa de rotatividade ou o nível de participação em treinamentos.

E aí, você precisa de mais tempo para lidar com números e auxiliar na gestão do negócio como um todo? Então, investir na automatização é o melhor caminho, e a Ahgora pode ajudar com isso. Nossos sistemas possuem armazenamento de dados em nuvem e informações em tempo real. Entre em contato e chegue ao RH 4.0!