HR Innovation é uma pesquisa anual realizada pela Ahgora com o objetivo de fornecer dados estratégicos ao mercado sobre o cenário de RH no Brasil. Todos os anos, centenas de profissionais da área participam. Com este apoio, é construído um material rico de informações da realidade brasileira. O lançamento acontece, geralmente, no início do ano.

A pesquisa é aberta a todos os profissionais que atuam na gestão de pessoas, mas tem um enfoque especial na área de Recursos Humanos em todos os seus subsistemas.

Neste artigo, trazemos os destaques das edições anteriores já realizadas e abordamos os principais assuntos tratados nos materiais. Continue a leitura e conheça mais sobre os temas e seções que compõem o HR Innovation!

cta topo HR Innovation

HR Innovation: o que é e como funciona

A pesquisa HR Innovation é realizada anualmente pela Ahgora, focada no cenário nacional de Recursos Humanos e seus subsistemas. Geralmente, um tema central direciona o levantamento de dados, bem como traz as principais tendências para a área e o mundo do trabalho.

Desta pesquisa, é elaborado o relatório: um material é disponibilizado no início de cada ano para os RHs do Brasil com informações sobre gestão estratégica de pessoas. A pesquisa conta com duas fases de realização: na primeira, acontece a coleta de dados, geralmente no fim do ano que está sendo avaliado. Após o estudo e a compilação dessas informações, é elaborado o relatório final, disponibilizado em primeira mão aos respondentes e, após, a todos os interessados.

O público-alvo da pesquisa são os profissionais que atuam na grande área de RH. Seja com funções mais voltadas ao subsistema de Departamento Pessoal, Desenvolvimento Humano e Organizacional ou mesmo Treinamento e Desenvolvimento. Assim, por meio das perguntas aplicadas, é possível mapear como está o cenário das organizações em um olhar mais amplo.

O HR Innovation busca ainda trazer ideias e alternativas para o seu RH ficar adequado à legislação trabalhista vigente. Em 2022, teve início a vigência da Portaria 671, uma atualização que mexeu em diferentes aspectos da lei trabalhista, principalmente na parte de controle de ponto.

Acesse aqui o relatório do HR Innovation 2022

Principais temas abordados no HR Innovation

O report HR Innovation tem como base para sua realização atender às necessidades de dados do RH para embasar tomadas de decisão. Sendo assim, a pesquisa é construída a partir de informações que refletem a realidade do setor e, também, de tendências que se desenham nesta área em acelerada transformação.

A pesquisa HR Innovation está sempre em sinergia com os temas mais relevantes do mercado para os profissionais de RH. Confira, a seguir, alguns exemplos de assuntos já abordados em edições anteriores.

Experiência do colaborador

A experiência do colaborador é um dos assuntos mais cotados pelos RHs, e onde estão alguns dos principais desafios do setor. Com base nas respostas dos profissionais de recursos humanos, é possível entender o quanto as empresas já estão capacitadas neste sentido ou ainda precisam de apoio.

Dados da segunda edição do HR Innovation (disponível acima para download) mostram que uma das principais tendências neste sentido é o investimento em treinamento e capacitação de colaboradores. Foram 60,2% das empresas que responderam já estar aplicando este tipo de ação. Em segundo lugar, veio a flexibilidade no trabalho, com 44,2% das respostas; e em terceiro, as ações voltadas para reconhecimento e valorização dos colaboradores, com 38,8%.

Os cuidados com a saúde financeira também chamam atenção na pesquisa como indicadores aos quais o RH pretende ter mais atenção. Planos de cargos e salários aparecem com 34% das intenções de investimento pelo RH no futuro, e benefícios flexíveis como jornada de saúde financeira, com 25,2%.

Formatos de trabalho

Passando para o tema de modelos de trabalho, o HR Innovation busca trazer insights para o RH sobre como o cenário mudou desde a pandemia e como a nova realidade permanece em adaptação. Com a migração emergencial para o home office, muitas empresas acabaram adotando este modelo como prática, mesmo após a pandemia ter amenizado.

Em 2020, os RHs declararam que iriam praticar, em sua maioria (42,5%), o formato híbrido de trabalho. Ou seja, mesclando idas ao escritório com a atuação remota. E essa tendência realmente se concretizou. 

Ao longo de 2021, 49% das empresas permaneceram no modelo híbrido. Na prática, no entanto, o modelo presencial voltou a ser dominante: com 42,5% das respostas, vemos uma maior segurança por parte das empresas em retornar para o escritório de forma permanente em 2022. Este tema volta a ser foco em 2023.

Os cenários têm mudado muito rápido nos últimos anos, e uma das principais atualizações de legislação que ocorreu foi a regulamentação do teletrabalho Com essa norma, ficou previsto em lei o formato de trabalho remoto, embasando a segurança jurídica para empresas que desejam operar com este modelo.

A tecnologia pode ser uma grande aliada do RH nesta jornada de adequação. Com ferramentas para gestão de pessoas, não importa onde os seus colaboradores estejam, sempre será possível acompanhá-los. 

Além disso, sistemas adequados às normas vigentes, como a Portaria 671 e a Portaria 1.486, auxiliam o RH na gestão das jornadas de trabalho independente do formato adotado. Conheça mais sobre a legislação e saiba como se adequar!

HR Innovation

Tecnologia para gestão de pessoas

O uso de tecnologia e ferramentas para automatizar rotinas ainda é um desafio para o RH. No entanto, o cenário é positivo quando analisamos o crescimento que essa adesão vem apresentando nos últimos anos. De 2021 para 2022, houve um aumento de 17,3% nos RHs que indicam o uso de tecnologias como uma prioridade para o setor.

Outros 59,6% confirmam que já utilizam alguma tecnologia no dia a dia, e que veem como prioridade aumentar este investimento. Apesar de este cenário ter a pandemia como um catalisador, é perceptível a mudança de mentalidade e da percepção de valor gerada para o RH pelo uso inteligente e estratégico tecnologia.

As principais rotinas contempladas por esse crescimento são a folha de pagamento, com 64,6%, controle de ponto, com 58,2% e recrutamento e seleção, com 51,4% dos RHs utilizando tecnologia.

As duas primeiras atividades são essenciais para o funcionamento da empresa, uma vez que estão diretamente ligadas ao cumprimento da legislação. Erros na folha de pagamento por conta do cálculo impreciso do controle de ponto podem custar muito para as empresas em passivos trabalhistas.

hr innovation banner tecnologia gestao de ponto

Indicadores de RH

Outro ponto complementar à tecnologia é a forma de acompanhar a evolução dos processos. Se o RH não mensura os seus resultados, não consegue saber o que precisa melhorar e nem que caminhos tomar para isso.

Neste caso, o uso de indicadores de RH dentro dos setores de gestão de pessoas se mostra essencial. Ter a cultura data driven na empresa, e também no RH, ajuda a elevar o nível de maturidade dos RHs para tomar decisões baseadas em dados.

No HR Innovation 2022, 55,7% dos profissionais de RH sinalizaram alguns dos indicadores que já utilizam em suas rotinas. Os principais deles são o turnover, em primeiro lugar, com 45,9% das respostas; seguido pela avaliação de desempenho, com 42,9%; e do custo da folha de pagamento, com 42,5% dos RHs acompanhando.

Confira os indicadores a seguir, avalie quais deles fazem parte da sua realidade ou que outros podem fazer sentido serem aplicados.

  • Produtividade
  • Avaliação de desempenho 
  • Turnover
  • Custo da Folha de Pagamento
  • Absenteísmo
  • Perfil dos colaboradores (Gênero, Idade, Estado Civil)
  • Frequência
  • Avaliação de aprendizagem
  • Custo do treinamento por colaborador
  • Índice de retenção de talentos
  • ROI em treinamentos
  • NPS
  • Índice de reclamações trabalhistas
  • Clima organizacional
  • Custo de Horas Extras
  • Tempo de Empresa
  • Recrutamento e seleção
  • T&D

Saiba mais sobre indicadores de RH e como eles podem ser úteis na sua operação baixando o material a seguir!

hr innovation banner indicadores de rh

People analytics e inteligência artificial

Em 2023, um dos principais temas em debate foi o uso de Inteligência Artificial no dia a dia. A partir do sucesso do ChatGPT, o assunto se popularizou e diversas áreas iniciaram um movimento de familiarização e adoção dessas tecnologias.

Conforme o tema foi se aprofundando no debate popular, outras necessidades de conhecimento passaram a ser pontuadas, como o people analytics. Afinal, do que adianta lidarmos com a variedade de dados, informações e tecnologias se não houver um entendimento mais profundo de como esse impacto pode ser aplicado no dia a dia?

Para auxiliar na atualização e/ou no desenvolvimento desse conhecimento, a Ahgora produziu e lançou, de forma gratuita, o curso People Analytics: dados e IA para RHs. Basta clicar no link e fazer seu cadastro de forma gratuita. Além de acessar o conhecimento de profissionais de grandes empresas e diferentes rotinas e segmentos, ao final, você recebe certificado de conclusão.

Como o HR Innovation ajuda o RH

Assim como o Ecossistema Ahgora, o report HR Innovation também está sempre em busca do novo e de construir em conjunto um futuro mais tecnológico e estratégico para o RH. Por isso, olhamos muito para o que já está acontecendo lá fora, o que as nossas empresas no Brasil são capazes de implementar, e o que ainda precisamos impulsionar.

O RH ainda tem um longo caminho de evolução e digitalização pela frente, mas é animador olhar para os números que encontramos todos os anos no HR Innovation, e principalmente 

O report traz informações muito ricas que mostram a evolução do RH a cada ano. Mesmo diante de desafios como a comunicação e a gestão de colaboradores em trabalho remoto, a automatização de processos e o uso inteligente de dados para o RH, é possível ver que seguimos firmes.

A tecnologia é uma grande aliada para apoiar você nos mais diversos desafios que esteja enfrentando este ano, RH. Aproveite os insights do HR Innovation encontrados aqui e leve essa realidade para transformar a sua empresa!

Modernize seu RH com tecnologia!